Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

sábado, 29 de outubro de 2016

Pensamentos meus





Defronto-me
 com o poder  de cada amanhecer
que acaricia a vida
renova cada sentimento
impondo-me novos desafios e emoções 
que não se traduzem por palavras.




quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Livres e felizes


Foto minha



Eram azuis e amarelas
 livres e felizes
sem receio de sofrer
esvoaçando junto às flores silvestres
num fascinante e delicado show de movimentos
espalhando felicidade e esperança.

 Testemunhei afectos
 momento único de reter o fôlego
em que no meu silêncio falou o coração
e tranquilamente fiquei a olhar
a beleza das coisas simples da vida.




quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Quantas vezes


Foto minha




Quantas vezes penso em desistir
deixar de lado o ideal e os sonhos 
Quantas vezes 
 sinto solidão mesmo cercada de pessoas
Quantas vezes luto por causas perdidas

 Quantas vezes as lágrimas se manifestam
quando necessito parecer forte
de uma força que não tenho
porque ela me abandona 

tudo parece ficar escuro
anseio uma luz que me guie
como resposta vem um sorriso
um olhar, um gesto de Amor
então insisto em seguir
porque nesse momento 
e apenas nesse momento eu sou feliz.
Quantas vezes eu necessito de o ser.


domingo, 16 de outubro de 2016

Somente na dúvida


Foto minha




Chega a noite
 soltam-se os fantasmas
aproximam-se de mão dada
junto do cansaço 
o de mim própria.

Cercam-me
tento fugir
não consigo
então
escondo-me
somente na dúvida.

Fecho os olhos
envolvo-me num mistério de sonhos
que não quero deixar morrer
apenas
por estarem a deixar
de fazer parte da realidade.




sábado, 15 de outubro de 2016

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Sinto o peso

Foto minha




Sinto o peso da minha fraqueza 
em momentos que nada mais existe
 a não ser a saudade intensa e dorida
que me rouba o direito de viver o presente.




domingo, 9 de outubro de 2016

Caminhando


Foto minha



A vida faz-se caminhando 
mesmo que por vezes 
ela me tire o chão firme que piso
neste mundo cruel e cheio de vícios
por vezes tão difícil de encarar
sem entender o que está certo, ou errado
mesmo assim não desisto
agarro aquela pequenina esperança 
de que o mau não pode durar para sempre.





sábado, 8 de outubro de 2016

domingo, 2 de outubro de 2016

O "meu" pôr-do-sol


Foto minha




Serei eu uma mulher normal
 por acreditar e viver o que sinto
deixando-me embalar nas cores, 
nas formas, nas emoções, 
nos sentimentos que me constituem a vida, 
sem palavras, sem argumentos, sem pressas, 
vibrando perante a natureza
em momentos únicos 
como observar das alturas o pôr-do-sol 
lá longe caindo sobre o mar.

 Eu sou assim!