Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

A dor da perda

Foto minha


Para ti André

 
Faz hoje três anos que partiste André
apenas com os teus seis mesinhos
e  a dor da Avó continua
rasga-me o peito
sufoca-me de tão intensa que é 
este aperto que não me abandona
Talvez
por eu entender que é contra a Natureza
a perda de um neto
ou filho.

É doloroso demais
perder alguém que amamos
é das piores dores humanas

É difícil de suportar
a angústia  que me abraça
quando recordo os teus olhos
o teu sorriso  
os teus gestos
o teu palrar
aquela tua gargalhada
que na  mente da Avó está  gravada.


Os meus olhos só conseguem ver-te
no reflexo das minhas lágrimas
a Avó nunca irá desistir de te amar
no meu coração continuarás presente
e lá ficarás
para todo o sempre.



37 comentários:

Tuquinha disse...

Mas que diabo..........eu jamais me passou pela cabeça que tenhas perdido um neto?????????????????? ou será que eu li mal???
Minha doce Flor se assim é perdoa-me mas jamais me passou pela cabeça semelhante coisa.
A Rosa é linda, linda linda e para o André nada como uma bela rosa da Avó.
Beijinhos

Lídia disse...

Minha querida Adélia!!!
Dor por amor é muito triste e dorida!!!
Pela linda rosa...pelo netinho querido!!!
Por ser uma grande amiga!!!
1 beijinho!!!
Lídia

✿ chica disse...

Que coisa isso.Fica pra sempre mesmo essa saudade me teu coração. É uma triste dor! Fica bem,beijos,chica

claudiaymarques disse...

Florzinha fiquei aqui com os olhos embassados e não pude evitar que lágrimas corressem no meu rosto...Pelo Andre que partiu tão novinho e você Adélia sofre com essa dor amiga e com razão..
Mas sabe não fiques assim,a gente não sabe onde nossos pés iriam tropeçar e as razões para certos acontecimentos tristes assim vem do alto e nunca saberemos querida..
Tem pessoas que tem longa passagem por esse mundo e outras como o Andrezinho tão curtinha..
Mas que vocÊ fique bem amiga e seu coração seja confortado por essa rosa linda amarela que postou..
Bom fim de semana florzinha..
te gosto D+
Titi

folha seca disse...

Adélia
Há dias em que juntam vários factores que acabam por tornar alguns dos dias demasiado tristes.
Hoje é um deles. li emocionado o teu post. Como sabes estive lá ao teu lado. Não cheguei a conhecer o André. Percebo-te perfeitamente.
Beijinho
Rodrigo

Vivian disse...

Ah!Minha querida, é sempre uma dor muito grande perder quem se ama, e o tempo só aumenta o amor, este permanece pra sempre.Sinto amiga...
Linda tua rosa.Beijos meus.Fique bem.

Maria disse...

Querida Adélia, quanta dor e tristeza nas suas palavras. Perder quem se ama é uma dor que nunca passa, apenas vai aliviando com o tempo. Que Deus Pai tenha o seu querido netinho André no seu regaço e ilumine sempre o seu caminho, minha amiga.
Beijinhos
MAria

Pratos da Bela disse...

Amiga, não sei o que te diga, embora já me tivesses contado.
Fico triste, e não me consigo meter no teu lugar, pois deve ser mesmo duro, perder alguem tão doce e puro como uma criança. Que Deus me livre de tal, pois não tenho a tua força.
O André é o teu Anjo da Guarda, é quem te dá força, para conseguires ultrapassar tudo o que tens passado na vida.
ELE IA AMAR TER UMA AVÒ COMO TU.
Adoro-te AMIGA.

Rogério Pereira disse...

Há dias e situações
em que as palavras são poucas
para tratar as emoções

Resta-me um beijo solidário

Rosa dos Ventos disse...

Também perdi um André, filho e como dizes é anti-natural ficarmos e eles partirem! :-((

Abraço solidário

Sonhadora disse...

Minha querida Adélia

Para essas dores não há palavras para a mitigar...apenas o tempo faz isso.
Eu deixo apenas um beijinho com carinho.

Rosa

Turista disse...

Querida Flor, deixaste-me toda arrepiada.
Não fazia ideia, tal como a Tuquinha, que tinhas perdido um netinho.
Um grande abraço, amiga.

Carlota Pires Dacosta disse...

A dor de uma perda é penosa, bastante penosa.
Sendo de uma criança, o sufoco será maior, sem dúvida.

Um beijo doce, carinhoso, neste dia.
Minha bela Flor, para além da dor, sorri um pouco pela lembrança da alegria que o André trouxe à tua vida

carol disse...

Minha querida, as coisas por que já passaste! Até a perda de um neto bebé. Nada posso acrescentar para te fazer suavizar essa dor senão que lamento muito, muito, muito, mesmo!
Bela a rosa. Belo o teu lamento. Tão belos de certo como o Andrezito que se juntou aos anjos no céu.
Um beijo muito sentido.

meninaluaprimavera disse...

não fazia ideia Adélia.
uma linda flor para o André
bj

Evanir disse...

Que a Paz e o Amor estejam sempre presente em sua vida Sinta o que você diz...
Com carinho! Diz o que você pensa. Com esperança! Pense no que você faz.
com fé! Faça o que você deve fazer. Com muito AMOR. Sabe..
Eu ganho força,coragem e confiança E me sinto Feliz Através de cada mensagem que
VOCÊ me envia Continue me abençoando com seu carinho OBRIGADA DE CORAÇÃO
Beijinhos com muito carinho.
Evanir

Pedro Coimbra disse...

Adélia,
A gente não acredita que as crianças morram, não é?
Não pode ser.
Quero acreditar que se tornam anjinhos.
E que estão lá em cima a velar por nós.
Um beijo

São disse...

Em momentos de dor, não há palavra que consiga consolar. Por isso, deixo o meu abraço enorme e solidário, na certeza de que o menino está bem.

Lilá(s) disse...

Resta-me dar-te um forte abraço, perante a dor da tua perda nada mais posso dizer.
Beijinhos grandes

Vivian disse...

Bom dia,Adélia!!

Tenha um ótimo sábado minha amiga!!
Beijos com carinho pra ti!

Nilson Barcelli disse...

A perda de um neto deve custar muito. Mesmo com 6 meses...
Ainda que carregado de dor, o teu poema é muito bonito. Gostei.
Tem um bom fim de semana.
Beijos.

ONG ALERTA disse...

Querida amiga este sentimento permanecerá conosco para sempre mas acredita é apenas uma mudança em nossa vida, luz.
Beijo Lisette.

Graça Pereira disse...

Adelita, Querida

Penso como tu: não é normal os filhos e netos partirem à nossa frente...Mas, o pequenito André, por demais bonito, Deus entendeu levá-lo, sabes porquê? Para teres um anjo à tua espera quando, daqui a muito anos , tu partires tambem...
Entretanto, o André, no céu, faz tamanho reboliço...Ele intercede pelos pais, pelos avós, por toda a família... e Deus, sorri.
Logo, nas minhas orações da noite, vou pedir-lhe uma "cunha"...
Preciso que o querido André leve a despacho uma graça que eu tanto necessito...Depois te direi se o André me "atendeu"...Diz-me o coração que sim!!
Junto uma rosa à tua, para o nosso anjo.
Beijo carinhoso.
Graça

alma de pássaro disse...

Mamã,nunca pensei que viéssemos a passar por certas situações que,infelizmente já passámos...
A perda do André foi uma delas.
Claro que não há nada que possa dizer para acalmar a tua dor,mas tens 3 lindos netinhos que te amam,para que possas recuperar as tuas forças.
Amo-te tanto pa xempe
Beijinho

selma disse...

Oi Adélia,é gde a sua dor ainda mais que os netos é duas vezes filho né,ainda não tenho neto,,,
Só o tempo para amenisar esta dor,
beijos

luar perdido disse...

Quando a dor é de amor, não há palavras que acalmem, mãos que adocem o caminho, nem lágrimas que aliviem. O tempo, dizem, é remédio para tudo...Mesmo para uma dor de perder um ente muito amado? Querida "flor", não tenho resposta, deixo-te as minhas mãos abertas para prender as tuas e um silencio de corações que entre si falam e se entendem. A vida por vezes é madrasta.
Um beijo carregado de força e ternura

Luís Coelho disse...

Uma dor que se prolonga no tempo e se esvai no perfume de uma rosa branca.

Parece que existem dores se se tornam ainda mais fortes em cada dia e que à força de as viver as tornamos ainda mais reais.

Desejo um bom domingo e muita força para superar estes momentos de saudade.

Vivian disse...

Bom dia,Adélia!!

Que seu domingo seja bem especial minha amiga!!
Beijos!

Antônio Lídio Gomes disse...

Flor de Jasmim.
Sabes que este poema toca-me à alma!
Perdi um irmão bem nessa idade...
Deixo em homenagem a teu neto:

Eternas Chamas

Os espíritos das Chamas velam por ti!
É fogo puro, são “O que não sei descrever”...
As chamas estão acesas diante do altar!
Iluminando teus caminhos...
Ao entrares e ao saíres, por onde for,
Eles estão te observando!
Esse é meu desejo ardente
Do que sinto por ti!
Das chamas da sarça que não queimam,
Que não se apagam,
Mas que ardem em mim...

Um abraço, beijos.

Everson Russo disse...

Inexplicáveis perdas que jamais serão preenchidas,,,beijos de boa semana pra ti amiga.

Lua Nova disse...

Sinto muitíssimo pela tua perda e irmano-me a ti em teu pesar.
Belíssima rosa amarela que ilustra teu amor e tua saudade.
Apesar de tão qrande dor, procura lembrar dele com alegria. Será melhor para ambos.
Beijokas e meu carinho.

Multiolhares disse...

que dizer nestas alturas, nem sei minha amiga é duro demais, dou-te o meu abraço o meu carinho,que Deus tenha sempre o teu anjo nos seus braços
beijinhos

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Não consigo encontrar palavras, Adélia.
Deixo-lhe apenas um grande beijinho

Lacorrilha disse...

Um abraço apertado.

Fernanda disse...

Amiga Adélia!

Nem me consigo imaginar na tua situação!
Dói demais só em saber.

Desculpa mas hoje, não sei porquê, mas não te vou conseguir animar.
Há dores de alma, de perda, que nunca passam. Acho que é natural e nada doentio.
Pela memória dos que amamos e que partiram, fica sempre a lembrança do mais doce, mesmo que nos traga sempre uma lágrima.

Beijinhos

LUCONI disse...

Vim conhecer teu cantinho e me deparo com uma poesia tão bela, doce e verdadeira, sim querida a dor de perder um filho ou um neto é intensa, é contra a lei da natureza, mas assim por uma razão maior que só ao Pai cabe ele atravessou a ponte antes de todos, tão pequeno e tão cedo, mas esteja certa que não foi em vão, um propósito maior existe, e esta dor de hoje se tornará uma doce saudades e um dia todos se unirão a ele do outro lado da ponte, onde encontramos nossos verdadeiros amores, elos que jamais se rompem, beijos Luconi

ariel disse...

Um grande beijinho, Adélia.