Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

"Somos livres, somos livres"




Ontem apenas
fomos a voz sufocada
dum povo a dizer não quero;
fomos os bobos-do-rei
mastigando desespero.

Ontem apenas
fomos o povo a chorar
na sarjeta dos que, à força,
ultrajaram e venderam
esta terra, hoje nossa.

Uma gaivota voava, voava,
assas de vento,
coração de mar.
Como ela, somos livres,
somos livres de voar.

Uma papoila crescia, crescia,
grito vermelho
num campo qualquer.
Como ela somos livres,
somos livres de crescer.

Uma criança dizia, dizia
"quando for grande
não vou combater".
Como ela, somos livres,
somos livres de dizer.

Somos um povo que cerra fileiras,
parte à conquista
do pão e da paz.
Somos livres, somos livres,
não voltaremos atrás.

23 comentários:

Mery disse...

Beleza de poema..."Somos livres"!!*
E tem que ser; uma nação só é bendita e forte se for livre; qual é o povo que se acomoda com a falta de liberdade?
Força, Portugal!
Pra tudo dá-se um jeito, menos para a morte*...
Somos livres diante de Deus, se o seguimos; e temos que pedir em oração por um povo que sofre...por todos os povos do mundo; pelas nações mais carentes e pela Paz mundial!
Beijinhos.
Boa semana, andava fora e voltei hoje. Mery

✿ chica disse...

Liberdade que ninguém quer perder...Lindo!beijos,chica

Agulheta disse...

Amiga Adélia. Liberdade é uma palavra que nos enche a alma,pensar e não a ter incomoda e dói.Abril sempre ,liberdade igual bocas cerradas jamais.
Beijinho

Rosa dos Ventos disse...

"O Povo unido jamais será vencido!"

Abraço

Pedro Coimbra disse...

Adélia,
Hoje não é dia para brincar com esta canção.
É dia para celebrar o facto de podermos dizer o que queremos, sempre com respeito pelos outros.
Amanhã vou brincar com a canção como brincávamos na minha juventude.
Bjs e votos de bom feriado!!

BlueShell disse...

Na altura toquei e cantei tanta vez esta canção.
E havia Esperança e Alegria no meu canto...
Hoje...há desalento...porque querem destruir todos os ideais de abril!!!

BJ
minha querida, BShell

acácia rubra disse...

Estou como a BlueShell.

Na altura, cantava isto enquanto adormecia um meu afilhado. Era a cantiga viva.

VIVA o 25 de ABRIL!

Beijo

Everson Russo disse...

Todo cidadão, toda nação tem o direito a liberdade,,,beijos de bom dia pra ti amiga.

Turista disse...

Querida Flor, ainda bem que somos um grito vermelho, num campo qualquer!
Beijinhos.

Sandra Subtil disse...

Gosto muito desta canção e deste poema.
"Somos livres, somos livres,
não voltaremos atrás." Parece-me que urge gritar bem alto estes versos. Há quem se esqueça deles...
Beijinho

lino disse...

Temos de continuar a dizer que não queremos!
Beijinho

Anna Monte Alegre disse...

lindo...

São disse...

Inesquecível, ADElinha, inesquecível !!

Partilhei no face...

Bon ssonhos com perfume de cravo fresco, querida

Pedro Coimbra disse...

Adorei o seu comentário no meu blogue.

Hoje já posso brincar com esta canção.
A malta, na minha juventude, costumava cantar:

Um gaivota voava, voava,
F...da p.... nunca mais parava :))

Beijinho grande

Lilá(s) disse...

Adoro esta canção, tantas vezes a cantei...
Bjs

ONG ALERTA disse...

Poder sonhar sempre...
Beijo Lisette

Pedro Coimbra disse...

Passo para dar um beijinho e desejar bfds!!

Everson Russo disse...

Um lindo final de semana pra ti minha amiga querida, paz, carinho e muito amor...beijos e beijos.

Vivian disse...

Olá,Adélia!!

Que lindo amiga!!!É tão importante termos postura na vida!!!
Todos querem ser livres!Precisamos lutar poe ela.Nem que seja em pensamento!
Beijos pra ti!
Bom final de semana!

luar perdido disse...

Ainda temos força para ser a papoila rubra no meio do campo seco do desalento e das lutas duras que travamos.
Obrigada por relembrares este grito tão sentido há 30 anos atrás.
Um bom fim de semana minha doce flor.
Beijo imenso de luar

http://claudiaymarques.wordpress.com/ disse...

Florzinha minha amiga do coração..só hoje voltando ao bloguinho...saudades;...lindo poema...como é boa a liberdade ,mas nem sempre ela é possivel,as vezes parece uma utopia..mas a gente sempre corre a trás dela..pois o homem é como os pássaros..nascemos para sermos livres..
muitos beijos e bom fim de semana com muita paz florzinha..
bjus
titi

Ana Martins disse...

Adélia,
Gosto imenso desta canção, ainda hoje a canto!

Beijinho,
Ana Martins

Luís Coelho disse...

Hoje esta canção trás-me revolta, lágrimas e desilusão...

Alguém se sentou no poder à custa das suas mentiras e promessas que nunca cumprirá...