Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Perdida


Foto minha






Perdida
no meu próprio eu
momento de palavras dolorosas
ditas pelo silêncio
em que tudo parece ausente.
Olho o céu
vejo a sua beleza
o resplendor da natureza
tenho a nítida sensação
que estou no mundo sem rumo.

Sem que nada consiga fazer
observo o palco da tristeza sofrendo
e assistindo ao sofrimento
daqueles que tanto amo.

29 comentários:

✿ chica disse...

Linda foto e tão triste situação,não? Pena!! Ficar sem nada poder fazer é doloroso!!beijos,linda semana,tudo de bom,chica

Aleatoriamente disse...

Bom dia querida.
Querida podes fazer mais que pensas.Apenas peça ao Senhor do alto em nome de seu filho.

Um beijo e que Deus conduza tuas orações por onde elas precisem chegar.

Rosa dos Ventos disse...

Não sei o que dizer a uma avó tão sofrida! :-((

Abraço solidário

Everson Russo disse...

Penso que todos nós temos um pouco desses sentimentos perdidos dentro de nós mesmos,,,uma inquietude de alma....beijos de boa semana pra ti amiga...

Catarina disse...

Não sei que dizer. Deixo o meu abraço apenas. Um abraço muito amigo.

quem és, que fazes aqui? disse...

Segue o trajeto que fotografaste.

Beijo GRANDE

Laura

lino disse...

Beijinho solidário!

Dina Vieira disse...

Nem sei que dizer :(
Um abraço muito forte, minha querida Flor!
Beijinhos

Mariinha disse...

Olá amiga,

Há-de chegar o dia em que as coisas se resolvem. Desejo sinceramente que seja depressa para que tu e os teus possam ser felizes.

Beijinhos

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Passei para lhe desejar uma boa semana, Flor. Com mais optimismo,pelo menos.
Beijinho

ONG ALERTA disse...

Sema nada talvez, precisa olhar o tudo da vida, beijo Lisette.

Gisa disse...

A força da energia e do pensamento operam milagres. Força.
Um grande bj querida amiga e perdoe-me pela ausência. Tive alguns problemas que ainda estou superando, mas vou conseguir vencer, sei disso.

Pedro Coimbra disse...

E essa dor que não desaparece, Adélia.
Beijinho e que um novo dia, cheio de sol, lhe sorria

Everson Russo disse...

Um dia repleto de paz e poesias pra ti minha amiga,,,beijos...

Mery disse...

Olá querida.
A existência na Terra é a subida escarpada, e os recorda o símbolo da cruz*...
Segue! Ninguém vai te impedir de encontrares a *luz.
Nunca esqueças q a oração pode curar as feridas...Eu creio.
Beijinhos, estava c saudades de ti.
Que tenhas força.

Mery disse...

Corrigindo:
"Nos recorda o símbolo da cruz*
Boa terça-feira.
Fé!

Sandra Subtil disse...

Minha querida,
muita força e fé. Não há impossíveis.
Beijo e uma flor

luar perdido disse...

Adélia, minha doce e sofrida "florinha". Sei o que é o gosto amargo dessa impotencia frente ao sofrimento dos que amamos. Sei que nada do que dissermos vai resolver (compor) a situação. Mas sei que a força do Amor, da Amizade, da Compreensão, da Presença e da Perseverança, movem montanhas.
Minha querida, acima de tudo sei que a tua força e garra, te projectam para o alto e para alcançares o que, agora, te parece quase impossivel. Não deixes nunca de acreditar em ti e naquilo que tens para dar. Nada é impossivel! A Fé e a Esperamça são sempre as ultimas a morrerem.
As minhas mãos aqui estão, prendem as tuas com força, e com todo o carinho para juntas caminharmos...

Beijo bem doce nesse teu coração magoado

AvoGI disse...

Um dia quando menos esperaares tudo vai voltar a ser como desejas kis :=( um abraço amigo daqui

Ives disse...

Olá , A mão do Senhor toca no instante de derradeiro: reconhecemos que Deus é maior! linda poesia, abraços

Everson Russo disse...

Um belo dia pra ti minha amiga querida,,,,beijos e flores...

Luna disse...

Sei que não deve ser fácil, mas se fazes o melhor que sabes e que podes fazes tudo o que podes fazer, nada é para sempre e vai ter de chegar o momento que tudo vai ficar mais facilitado
beijinhos

AFRICA EM POESIA disse...

Flor
Adorei o teu poema...


Com o prado verde
o coração sente a pureza da vida...

um beijinho

Prado Verde

Como o prado é verde...
Verde com salpicos aqui e ali...

Mas o todo é sempre verde...
E o olhar corre toda a extensão...
E fico a ver o verde o tal verde...
Que nos dá liberdade...
Que nos mostra esperança...
Que nos deixa que o infinito seja verde
E deixa que os olhos continuem...
A olhar e continuem a amar!...

LILI LARANJO

Lídia Borges disse...

Há sempre um fio de sol à espreita de uma qualquer frecha nas janelas trancadas. É só procurá-lo, para sentirmos menos escuro, o caminho.

Beijo meu

Bella disse...

A passar para te deixar um grande beijinho, um abraço apertado e muita energia positiva:)
Tudo de bom minha amiga.

Antônio Lídio Gomes disse...

Olá Flor de Jasmim.
É triste ler este poema sem saber também qual é essa dor que passa com a poetisa.
Faço votos de que tudo volte ao normal e que o bem impere na vida de todos.
Seja em que área for.
Um abraço.
Beijos.

Pedro Coimbra disse...

Passo para deixar um beijinho e votos de bom fim-de-semana

Maria Rodrigues disse...

Minha amiga ver os que amamos sofrer e não estar ao nosso alcance a solução dos seus problemas dilacera a nossa alma. Que dias mais felizes e calmos, cheguem rápidamente à vossa familia.
Beijinhos
Maria

Diana Tavares disse...

gostei do contraste..:)

www.dianatavares21.blogspot.com