Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

segunda-feira, 11 de março de 2013

Efeito devastador

Foto minha






Olho o horizonte
o campo, a floresta
E vejo que existe imensa beleza
bem visível aos olhos de quem a sabe ver.

São momentos
em que os meus olhos choram e ninguém nota
que sorrio com dor no coração
as dores são constantes.

Instalou-se a dúvida
o medo que me provoca
um efeito devastador.
Arrancado brutalmente a esperança de mim.




19 comentários:

✿ chica disse...

Há também um gatinho que olha na tua foto tão linda! A esperança há de voltar e surgir em uma esquina dos caminhos...beijos,chica, tuuuuuuuuuuuuuuuudo de bom!

Catarina disse...

Abraco com muita amizade, Flor

Jorge disse...

Bela foto que traduz a sensação de liberdade que a natureza nos transmite.
Este deserto de esperança gera grande angústia colectiva.
Uma boa semana,
J

Sandra Subtil disse...

Tantas vezes sorrimos com os lábios e choramos com o coração...
Beijinho, minha querida

São disse...

Abraço com toda a solidariedade , amiga!

Janita disse...

A foto tem um aspecto tão calmo e bucólico, que não transmite nada um efeito devastador, Adélia!
Até a placidez do gatinho a observar as águas do ribeiro, nos tranquilizam e apaziguam.

O poema é muito doloroso e essa esperança arrancada brutalmente é de cortar o coração. Mas tenhamos Fé amiga! Depois da tempestade vem sempre a bonança! Tem de vir!!

Adélia, ontem o defeito devia ser do meu pc, pois nem sequer conseguia ver o nome do cantor. Estava tudo negro. Hoje, já vi e ouvi a bela canção.
Bem-hajas, Flor!

Beijinhos e o desejo de uma óptima semana.
Janita

Pedro Coimbra disse...

E, pouco a pouco, há-de voltar.
Beijinho

Silenciosamente ouvindo... disse...

Um poema que retrata uma realidade
da vida. Vi um comentário seu
num outro blogue sobre violência
doméstica e quis vir para lhe deixar
um beijinho.
Irene Alves.Voltarei sempre que
possa.

Maria Emilia Moreira disse...

Há dias para tudo! Uns estamos no fundo do poço...mas lá virá outro em que levantaremos a cabeça! É preciso seguir em frente...e eu já passei por muitos maus momentos.
Um grande abraço.
M. Emília

Turista disse...

Querida Flor, em relação à ajuda que podes dar à Cynthia: ela veste o L, por isso és capaz de ter alguma da tua roupa que lhe sirva. Já o calçado será mais difícil, pois ela calça 38/39.
Beijinhos e obrigada pela tua contribuição. :)

lino disse...

Beijinho solidário.

luna luna disse...

estas em baixo á tempo demais, nego-me a aceitar que percas a esperança, podes andar tropega, mas sem esperança n~´ao acdeito, amiga.
beijinhos

Lídia Borges disse...


Bonita imagem! Esse gatinho gostaria muito de dar carinho a alguém que precisasse dele.
Logo, logo a primavera estará aí para renovar corações.

Beijo meu

Lilá(s) disse...

Há que acreditar que a esperança nunca morre, ela há-de voltar...
Beijinhos

Lacorrilha disse...

Coragem!
Gosto muito da fotografia.
Beijinhos

São disse...

Espero que estejas animicamente mais forte, amiga.

Beijinhos, Adelinha

Evanir disse...

Amiga querida.
Eu li com devida atenção seu poema e a imagem também chamou minha atenção.
Nunca podemos deixar morrer a esperança mesmo estando em pedaços nosso coração.
a fotografia realmente diz tudo.
feliz final de semana beijos,Evanir.

Fê Blue bird disse...

Minha amiga agarre-se a tudo que a faça feliz e procure no horizonte uma réstia de esperança...tem que a encontrar!
Não desista!


beijinho amigo

Maria Rodrigues disse...

Minha amiga não podemos perder a esperança, ela é a luz que nos ajuda a caminhar no meio da escuridão.
Beijinhos
Maria