Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Recuso-me


Foto minha



Habita em mim
a devastadora sensação
que sou mais 
uma peça de xadrez
conduzida pelos outros
incapaz de o impedir.

Sinto-me impotente
perante comportamentos
decisões impostas
inaceitáveis
sem qualquer
luz de esperança
ou possibilidade de fugir.

Não quero
ser obdiente
recuso-me a nadar
 a favor da corrente
luto, grito, choro
mas  de nada vale
porque estou a ser
 brutalmente 
arrastada.

18 comentários:

Lilá(s) disse...

Olha como eu te entendo minha amiga!...
Bjs

JP disse...

Não conseguirás Adélia, a corrente é muito forte. E as peças de xadrez somos nós, mas não as podemos mover...

Beijinho

Sandra Subtil disse...

Um excelente título, minha amiga , apropriado aos tempos que vivemos e às águas revoltas em que naufragamos.

Beijinhos

✿ chica disse...

Lindo teu queixume em poesia! beijos,tudo de bom,chica e linda semana, na paz!

Catarina disse...

A rã (ou o sapo?) salta para fugir (entre outra razões) aos perigos/problemas. Experimenta! Salta e afasta-te das situações que te magoam.

Aleatoriamente disse...

Intenso e interessante.
Belo o teu poema.

Beijinho

Graça Sampaio disse...

Também eu me recuso a «ser obediente/ a nadar a favor da corrente». E daí?

Beijinhos desobedientes...

Lídia Borges disse...


O segredo está em dar a volta à corrente que nos leva.

Um beijo

São disse...

Podemos morrer, Adelinha, mas que não facilitemos a vida a quem nos assassina!!

Beijinhos, linda.

Fê Blue bird disse...

Minha amiga, a corrente é forte e o jogo cruel.
Resta-nos a força da resistência e o grito da revolta.


beijinho

Caroline Godtbil disse...

Às vezes, melhor seguir a corrente até que nos sintamos fortes o suficiente pra escapar dela. Debater-se só fará cansá-la e tirar-lhe a chance de escapar num momento futuro.
Beijos.

lino disse...

Temos de lutar contra a corrente infecta que invade a sociedade!
Beijinho

quem és, que fazes aqui? disse...


Recusas-te e eu também! Já somos duas. Mas somos muitos!

Beijo

Laura

Evanir disse...

As pessoas mais bonitas que conhecemos são aquelas que conheceram a derrota,
o sofrimento, a luta, a perda;
e de ter encontrado seu caminho em direção à luz,
longe das coisas ruins. Essas pessoas têm uma paz,
uma sensibilidade e uma compreensão da vida que nos enche de compaixão,
gentileza e um profundo cuidado amoroso.
Pessoas bonitas não acontecem apenas,
de repente. Elas se constroem dia após dia.
Não me deixe parar nunca, e que sua esperanças se renovem a cada amanhecer.
Um ferido abençoado e feliz .
Li e levo no coração sua postagem
na esperança de ter deixado você feliz com minha mensagem nesse
feriado.
Beijos no coração afagos na sua alma.
Carinhosamente,Evanir.

Janita disse...

Minha amiga, quando a corrente é mais forte do que a nossa força, o ideal seria unir a força da nossa recusa a outras iguais e saber resistir! Mas, como peças de um jogo de xadrez, acabamos isolados até que nos seja aplicado o xeque-mate!
A foto está espectacular, Adélia!

Já respondi no Face à tua simpática mensagem. Que saudade me deu rever aquelas ruas estreitinhas, da parte antiga da terra. Os teus netinhos são mesmo um motivo de orgulho para ti, com justa razão!

Beijinhos e obrigada, amiga!

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Tambem recuso-me a tantas das coisas que diz.
Belos versos.
Nossa postura nos dará força
para seguirmos adiante.
Bjins

luar perdido disse...

Grita! Chora! Morde! Luta!
Minha querida faz de tudo, menos ir na corrente como peixe moribundo ou rã a que cortaram as pernas. Dá o salto e sê a FLOR mais bonita deste jardim da vida.
Beijinho imenso e excelente fim de semana

Rui Pascoal disse...

Tem dias em que me sinto um príncipe... outros nem por isso.

Bom Fim de Semana!