Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Flutuante

Foto minha





Quero
mas não consigo
sentir a firmeza do chão
ver um caminho verdadeiro
Tudo é flutuante
Sinto-me
perdida de mim própria
Triste
revoltada.

Acções impedidas
palavras estranguladas
vão ficar por dizer
aquelas
que podem expressar
o meu triste viver
na ilusão da verdade
nesta minha caminhada.

15 comentários:

AC disse...

Adélia,
Há que canalizar toda essa energia contida. No fundo, nunca nos podemos esquecer de que podem brotar flores nos lugares mais improváveis.

Beijo :)

Rosa dos Ventos disse...

Coragem!

Um abraço solidário

✿ chica disse...

Ainda bem que pelo menos aqui te expressas bem, clocas o que sente,! Lindo sempre te ler!beijos,linda semana,chica

Sandra Subtil disse...

Mas escrever ajuda a soltar as angústias, não é amiga?

Coragem. Não desistas de lutar e acreditar.

Beijinho

Pedro Coimbra disse...

Como a percebo agora, Adélia.
Força!!
Beijinhos

quem és, que fazes aqui? disse...



FORÇA, Adélia! Não estás sozinha!

Beijinho

Laura

JP disse...

Querer muitas vezes é poder Adélia...e a angústia muita vez dissipa-se.

Está bom tempo amiga, aproveita.

Beijinho

lino disse...

Beijinho

Graça Sampaio disse...

Ainda bem que escreves e desabafas, flor! Faz bem à mente e ao coração. Mas são de facto tempos muito difíceis de suportar.

Estamos todos contigo, amiga, embora isso sirva de muito pouco.

Beijinhos

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Também me sinto a flutuar, Flor, mas é preciso tudo fazer para não cair
Beijinho e boa semana

tecas disse...

Minha querida amiga Adélia, com atraso mas sempre com prazer e amizade que leio os seus posts. Fotos maravilhosas da Mãe Natureza e poemas onde transborda a tristeza. Há que lutar para não cair...Mesmo longe não está sozinha...Sempre estarei consigo em pensamento.
Beijinho em seu coração e uma flor repleta de amizade e carinho.

Fê Blue bird disse...

Amiga Adélia, não sei o que te dizer para te confortar...
Só sei que desistir não é opção.
És corajosa eu sei, e assim deves continuar.

beijinho





luar perdido disse...

Minha querida flor, escrever pode aliviar, ambas sabemos isso, e também ambas sabemos que o espinho, se enterrado fundo, não se solta com essa facilidade. Como te entendo minha Amiga! como te entendo...
Mas sabes, muitas vezes nesse flutuar podes encontrar um balsamo para a dor. Mesmo que não resolvas a causa da mesma, podes atenuar os seus efeitos. O sol nasce a cada dia, as flores crescem a cada novo dia, e as águas dos rios vão sempre correndo para o mar. Essa beleza ninguém nos tira.
Força minha querida, muita força!

Beijinho em raios de luar

vieira calado disse...

Ah, amiga, fica sempre tanto por dizer!
*
* Sabe, guardei a sua fotografia. Assim que haja jeito, uso-o num dos meus vídeos.
Se não se importar, claro!
Beijinho!

luís rodrigues coelho Coelho disse...

A tua revolta ajuda-te a fazer lindas poesias mas não te ajuda a viver.
...e somos tantos neste desconcerto desafinado da politica suja e agreste.

Não dá para esquecer. Não dá para viver. Não dá para entender...

Comecei hoje a agradecer os comentários em figuras da nossa terra. Espero não me esquecr de ninguém.
Como vai o Rodrigo ?
Aquele coração tem de aguentar este mar de desilusões.
O Sol haverá de brilhar.