Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

domingo, 16 de junho de 2013

Joel o peregrino

Hoje em Monte Real - Leiria

 eu e o meu "folha seca" estivemos com o Joel, falamos e tirei algumas fotos, das quais estas duas.



A caminhar desde 29 -05-1999

Butôn Joel Auguste Maurice é um francês actualmente com 53 anos de idade que desde 1999 já percorreu, a pé e empurrando um enorme carro de mão, como se pode ver na foto, mais de 28 países. O périplo começou no dia 29 de Maio, nos Campos Elísios, em Paris, e já o fez percorrer milhares e milhares de quilómetros, atravessando França, Bélgica, Holanda, Finlândia, Estónia, Croácia, Polónia, República Checa, Grécia, Espanha e mais uma mão cheia de outros países.

Texto daqui

19 comentários:

Graça Sampaio disse...

Já calcorreou mais espaço e mais tempo que a Blimunda em busca do seu Sete-Sóis....

Beijinhos e boa semana!

✿ chica disse...

Puxa, que persistência,não? Lindo de ver! beijos,chica

Lídia Borges disse...


Um momento a registar, sem dúvida!

Obrigada pela partilha.

Beijo

Lilá(s) disse...

Tiveste um belo encontro, sem dúvida!
Boa semana
Bjs

São disse...

Já o encontrei também, só que não levava máquina fotográfica...

Bons sonhos, linda

Pedro Coimbra disse...

Já conhecia a história dele, não conhecia a pessoa.
Incrível!!
Beijinhos e votos de boa semana!

Ricardo/águia_livre disse...

E assim vive a sua vida... talvez feliz

Fique bem

luar perdido disse...

Quem sabe se a felicidade não está em acções como esta? Um exemplo de tenacidade, e coragem, com uma dose de loucura sã.
Belo encontro Adélia.
Beijinho doce de luar boa semana minha querida

luna luna disse...

passou aqui pela Nazaré mas eu estava a trabalhar não deu para falar

pode ser uma só pessoa mas marca a diferença
beijinhos

ONG ALERTA disse...

Mais uma lição de vida beijo Lisette.

Maria Emilia Moreira disse...

É preciso coragem, força de vontade e um grande ideal!
Pena que nunca encontrei esse senhor!
Um abraço.
M. Emília

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Não existem fronteiras quando um homem sonha e dá corda a sonhos como este:

Contra as minas antipessoais e outros engenhos bélicos...

Pelo fim de todas as guerras...

Mariana Neves disse...

Existem pessoas tão mágicas neste mundo :)

JP disse...

Está melhor que o Mário Soares....eheheh.

Qualquer dia vou com ele


Beijinho
(já tinha saudades)

quem és, que fazes aqui? disse...


Desconhecia, Flor!

Já estou de volta, restabelecida... quase. :)

Beijo

Laura

Antônio Lídio Gomes disse...

Que lição, não é Jasmim?
Esse homem é feliz, com certeza.
Um abraço, beijos.

Janita disse...

É caso para dizer:
"Estranha forma de vida"!

Como tenho alma de cigana, nómada e andarilha, se fosse mais nova ainda lhe pedia "boleia":)

Não conhecia, nem a pessoa nem a história.
Obrigada, por estas fotos de alguém tão singular, amiga!
Gostei de ver e mais gostaria de o encontrar.

Beijinhos, Flor.

Sandra Subtil disse...

Há coisas que não se entendem...mas que têm que se respeitar.

Beijinho, minha flor

Fernando Pereira disse...

Conheço bem o Butôn Joel, com o qual fiz uma entrevista para o jornal "O Setubalense". O curioso é que a presidente da câmara de Setúbal não o quis receber, porque certamente desconhecia a acção deste humanista e a sua personalidade. Se o homem estivesse de gravata e perfumado, talvez conseguisse entrar à fala com a senhora - e foi principalmente esta idiota recusa que me incentivou a entrevistá-lo e posso dizer que fiquei empolgado e ganho para a sua causa, quer pela paixão que demonstrou, quer pela forma humilde como se apresentou, quer pela sua persistência e coragem.
A empurrar um carão repleto de memórias e de "ferramentas", com um aspecto não muito cuidado, é certo (e percebe-se porquê...), muita gente o confundiu com um vagabundo pedinte e a modos como desmiolado e nem sequer se preocuparam em ler os explicativos cartazes montados na carroça ou de chegarem à fala com ele. Só depois da publicação da entrevista é que se aperceberam da causa e da demanda...

Daqui lhe envio um grande abraço de solidariedade e votos para que termine bem e na América, a sua saudável aventura!