Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Varrendo a esperança

Foto minha



A minha alma
sente o frio
de um vento  arrasador
alimentado pela tristeza
revolta, desilusão
varrendo a esperança
e os sonhos.

A chuva caiu
 não lavou a minha tristeza
a tempestade não arrastou
a saudade que me invade.
Que me impede
de recuperar o equilíbrio
de caminhar
sem sair da estrada
E
eu não quero
ser apanha pela emboscada.

19 comentários:

JP disse...

Estás a ver essa estrada? Caminha sem sair da estrada...mas olha que também há curvas e cruzamentos. Temos sempre que saber escolher o caminho...

Que adianta correr se estivermos na estrada errada?

Beijinho e uma flor

✿ chica disse...

Vais ver que não sairás do caminho.Vai firme.Linda foto!beijos,ótima semana!chica

Rogério Pereira disse...

Essa estrada parece ter sido construída para lhe ilustrar o poema...

São disse...

Com uma estrada aberta assim, não cairás em emboscada alguma, querida.


Abraço apertado, Adelinha

Pedro Coimbra disse...

Aconselho varrer a tristeza.
A esperança, não.
Beijinho

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Um grito de dor numa estrada que se vai abrindo num futuro incerto.
Nem a chuva nem os ventos alteram a paisagem de uma dor e de uma incerteza maior.

Voltemos a acreditar
Voltemos a construir novas estradas.

Blueshell disse...

Por vezes queremos tanto afastar a tristeza ue nos consome...e depois de tanto esforço regressamos ao ponto de partida...desolados, desiludios e sem forças....

Bj
BShell

Gisa disse...

Não, a emboscada não é para ti.
Um bj querida amiga.
Hoje estou na casa do Henrique (http://aminhatravessadoferreira.blogspot.com.br/), passa por lá se quiseres.
Outro bj

Ailime disse...

Lindo! E não vai ser apanhada pela emboscada, porque o seu jardim é muito lindo e as flores não vão deixar:))! Beijinhos Ailime

Audrey Andrade disse...

Não deixe ser apanhada pela emboscada. Siga o seu caminho e varra apenas a tristeza e deixe que a esperança sobreviva e viva. O caminho é bonito, mesmo quando há pedras!

quem és, que fazes aqui? disse...


As emboscadas, quando menos se espera, surgem, Flor. Mas segue pela estrada, com força e coragem.

Um abraço e um beijo

Laura

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Voltando (ainda devagar), mas com muitas saudades e agradecendo o carinho deixado durante a minha ausência.


Um beijinho com carinho
Sonhadora

lino disse...

Pode ser que esta caloraça te aqueça um pouco a alma!
Beijinho

lino disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lídia Borges disse...


A insegurança é um estado de alma que nos varre, a todos, neste momento. E todos somos muitos. Confiemos. Melhores tempos virão.



Beijo meu

Lilá(s) disse...

Querida amiga, a esperança é a ultima a morrer...
Bjs

Maria Rodrigues disse...

Minha amiga os sonhos vão morrendo ao longo da nossa caminhada, vai ficando apenas a saudade de outrora e o receio de sermos realmente apanhados numa qualquer emboscada da vida.
Beijinhos
Maria

Fê blue bird disse...

Amiga, não caminhes sozinha, procura apoio que a caminhada é mais fácil.

Beijinho e coragem!

luar perdido disse...

a chuva caiu, a tempestade abateu-se sobre a vida, mas sabes minha querida; A VIDA venceu!!
Olha á tua volta...Vê as cores, as auroras, os ocasos, não os vês?! Então doce Amiga, a vida venceu mesmo!! Estás cá e caminhas, segues em frente e lutas. A vida venceu, e ...VENCERÁ
beijo doce