Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

A dor da perda


Foto minha



André

Faz hoje cinco anos que partiste
Apenas com os teus seis mezinhos
E a dor da avó continua
rasga-me o peito
sufoca-me
de tão intensa que é
Este aperto
 que não me abandona
Talvez
por eu entender
que é contra a Natureza
a perda de um filho
ou neto.

É doloroso demais
perder alguém que amamos
é das piores dores humanas

É difícil de suportar
a angústia que me abraça
quando recordo os teus olhos
o teu sorriso
os teus gestos
o teu palrar
aquela tua gargalhada
que na mente da avó está gravada.

Os meus olhos

só conseguem ver-te
no reflexo das minhas lágrimas
a Avó nunca irá desistir de te amar
no meu coração continuarás presente
e lá ficarás
para todo o sempre.


(Reeditado com alterações)

15 comentários:

Graça Sampaio disse...

Beijinhos (muito, muito, muito) solidários, querida flor!

cantinho disse...

Uma mãe não esquece o seu filho(a), o seu neto(a), e um filho jamais esquecerá o pai e a mãe...Só que as dores são diferentes.
Dor de mãe é indescritível.
Um abraço.

✿ chica disse...

As saudades não passam e à cada aniversário da partista, tudo reabre... beijos,fica bem, chica

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Floramiga

Onde quer que esteja o André já sabia que tu o amavas, mas hoje fica a saber que o dizes ao Mundo. Recordação perene para quem perdeu um ente querido que apenas tinha seis meses de vida.

Estou contigo. Na tristeza, na saudade, mas também na solidariedade. Tu também não estás só, Amiga. Estou, estamos contigo...

Qjs

Henrique
______

Já te sigo e vou inserir-te nos meus BLOGUES MAIS FIXES

mara selma disse...

Querida amiga,embora o tempo passe mas a lembrança nos dá uma saudade...
Beijos carinhosos....

Maria selma disse...

http://mariaselmadr.blogspot.com.br/

Pedro Coimbra disse...

É isso mesmo, Adélia - uma criança, ainda para mais um bebé, morrer, é contra natura, é especialmente revoltante.
Beijinho

Manyélly disse...

Olá, tudo joia?!
Está lindo seu blog, já estou te seguindo...
Segue o meu tbm, eu iria adorar!!!
http://manyelly.blogspot.com.br/
http://www.pinterest.com/manyelly/
Sucesso para você!!!
Bjo

São disse...

Minha querida, apertadíssimo e longo abraço, pois é, como bem gritas, anti-natura ver partir para a viagem sem regresso alguém que nos deveria continuar e teve, afinal, um projecto de vida tão breve.

Adelinha, a minha solidariedade , inteira.

Janita disse...

Minha Amiga.
Abraço-te em silêncio! Há dores tão fortes que não existem palavras de conformação.
Beijinhos solidários, Flor.

Malu Machado disse...

Triste.

Fê blue bird disse...

Um grande abraço comovido e solidário querida amiga.
Não consigo sequer imaginar a tua dor.
A vida é muito injusta.

beijinho

lino disse...

Beijinho solidário!

Antônio Lídio Gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Antônio Lídio Gomes disse...

Querida Flor de Jasmim, a dor da perda de um ente querido é algo imensurável...
Perdi um irmão com essa mesma idade, e mesmo à época, lembro-me da tristeza de minha mãe.
Mas estou passando para deixar um forte abraço.
Um beijo neste coração abençoado, até a próxima.