Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Para amar um filho não é necessário carregá-lo no ventre!

Palavras tuas "Mãe"

Sim "Mãe" foi assim que sempre te chamei desde os meus 16 aninhos, idade com que casei com o teu filho (que partiu à muitos anos) e assim continuei a chamar-te, porque me fizeste sentir amada como se tua filha eu fosse, até esta tarde, momentos antes de partires.

Obrigada "Mãe" por te ter tido na minha vida, por tudo quanto me ensinaste, por tudo quanto fizeste por mim, obrigada simplesmente por tudo.


Descansa em paz "Mãe"


Foto minha


Amo-te, estarás sempre no meu 






12 comentários:

✿ chica disse...

Linda homenagem e despedida à tua sogra que tanto amaste! beijos,chica

Anónimo disse...

Perfeito...
Beijo Lisette.

ONG ALERTA disse...

Perfeito .
Beijo Lisette

Pedro Coimbra disse...

Renovo os pêsames que já lhe tinha dado anteriormente :(

Rosa dos Ventos disse...

Quando falavas dos problemas de saúde da tua mãe achava estranho porque sabia que a tua mãe desapareceu da tua vida muito cedo...afinal falavas da tua sogra, uma mãe para ti!
Também tive uma óptima relação com a minha sogra mas eu tinha a minha mãe verdadeira...
Sentidos pêsames!

Abraço solidário

Flor de Jasmim disse...

Rosa dos Ventos de facto eu falava dos problemas de saúde da minha verdadeira mãe, mesmo, que me abandonou quando eu era pequenina, mas que aprendi a amar, sofri muito durante estes anos todos, mas sofri demais com o estado de saúde e a partida (em Fevereiro passado)da minha mãe, mesmo sem ser vista como filha, a não ser depois dela adoecer, que não a deixei por um dia que fosse.

Mas a minha sogra foi a mãe que todo o filho deseja ter na vida e eu tive,que me amou muito, tal como eu a amei e vou amar.
Ela tanto chamou por mim, no hospital, as filhotas e eu estivemos com ela, fui a única a quem ela reagiu, sorriu, deitou uma lágrima, viemos embora, poucos minutos depois partiu.

Beijinho Rosa

lino disse...

Um forte abraço solidário e um
Beijinho

Majo disse...

~
~ Mais uma vez, lamento muito, Adélia!

~ Foi muito bom, para as duas, teres acompanhado a tua mãe na sua despedida deste mundo.

~ Da geração anterior à minha, foram-se doze e só tenho o irmão da minha mãe e a sua esposa,
a despedirem-se desta vida.

~ Faz novamente o teu luto, em serena paz e procura consolo nos teus afetos juvenis.

~ ~ ~ Um grande abraço. ~ ~ ~

Lilá(s) disse...

Minha querida amiga, dou-te um abraço apertadinho.
Bjs

Janita disse...

Minha querida, Flor.

Na sabedoria popular diz-se que ter é dor e criar é amor.
A tua Mãe adoptiva amou-te como se fosses sua filha de sangue, é natural que tu também a amasses e sofras com a sua partida.
Casando com o filho acabaste por ficar definitivamente na família.
Que descanse em Paz, Adélia.

Quanto à tua Mãe verdadeira, sei que fizeste tudo por ela e a acompanhaste até ao fim.
Tens um grande coração e lá cabem todos os teus afectos.

Os meus pêsames, minha querida.

Beijinhos com amizade.

Janita

Susana Miranda disse...



Os meus sentimentos querida Adélia.

Um beijo com carinho
Susana

Susana Miranda disse...



“Que nenhum de nós se esqueça da força que possui. Que não nos falte fé e amor."

Autor: Caio Fernando Abreu

~~~~abraço apertadinho -~~~~
Susana