Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Distâncias


Foto minha




Sinto a distância
não geográfica, ou física
mas aquela que a angustia
de um futuro assustador
entrega as palavras
ao silêncio.



19 comentários:

Catarina disse...

Se se fizer caminhar essa distância acompanhada, o percurso será mais curto.

Pedro Coimbra disse...

Passo a passo.
Dizem os chineses que uma grande caminhada começa com um pequeno passo.
E é assim que temos que pensar e viver.
Beijinhos, votos de boa semana

Cidália Ferreira disse...

Gostei muito.
Mas pode-se encurtar a distancia!

Beijo e um dia feliz
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

✿ chica disse...

Essa distância que falas é triste mesmo! Linda foto! bjs, chica

Magia da Inês disse...

ه°·✿✿

É a distância da falta de esperança, essa somente a fé em Deus pode resolver... a pesar dos pesares.
Ótima terça-feira, cheiinha de alegrias!
Beijinhos.
╰هჱ⊱╮

Janita disse...

Minha querida.

O caminho faz-se caminhando e, passo a passo, as distâncias se vão encurtando!

Muitos beijinhos e boa semana, Adélia!

Fê blue bird disse...

Amiga querida, essa distância parece agora muito grande, mas passo a passo ela vai encurtando e no final o caminho está percorrido.
Com uma imagem tão bela o caminho só pode ser de esperança.

beijinho com carinho

luisa disse...

Mas há que ter esperança no futuro e não se assustar. Essa estrada longa também pode representar a mudança, a mudança para algo novo e melhor.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O O caminh faz-se caminhando, Adélia
Beijinhos e boa semanacO aminho faz-se

redonda disse...

Depois de ler as palavras, a fotografia pareceu-me diferente, até um pouco assustadora. Não gosto de distâncias assim, espero que se dissipem depressa e como escreveu a Catarina lá em cima, talvez a companhia ajude.
um beijinho
Gábi

Rogerio G. V. Pereira disse...

Intenso, como o silêncio

O futuro será o que nós quisermos
se o rompermos

Lídia Borges disse...


Não o silêncio nestas palavras. Antes a expressão clara de um sentimento de insegurança que se justifica, enquanto for inverno. Mas a primavera está aí...

Um beijo

Lídia

luís rodrigues coelho Coelho disse...

A nossa dor e angústia não tem fronteiras nem limites.
Senti-me incomodado com esta força poética.
...E nada podemos fazer neste mar de injustiças, deroubos e mentiras.

Lilá(s) disse...

Também me sinto um pouquinho assim...
Lindo o pensamento e a imagem!
Bjs

Carmem Grinheiro disse...

Essa distância é terrível e destruidora.
abç

luar perdido disse...

Um dia de cada vez minha querida Flor, um passo adiante do outro. Cada vez mais uma hora após a outra sem pedir muito à vida, mas sempre com os olhos no céu, porque ele ...é o limite.
Beijo imenso nesse teu coração dorido.
Bom fim de semana minha querida, estou contigo.

AC disse...

O futuro, por mais assustador, é sempre sinónimo de vida. E, por incrível que pareça, eu acredito em milagres.

Beijo :)

Maria Rodrigues disse...

Pensar no futuro nos deixa tantas vezes assim, assustados, mas não não podemos perder a esperança e temos de tentar acreditar, que talvez o dia de amanhã, seja melhor que o de hoje, quem sabe não é?
Beijinhos
Maria

Lídia disse...

FOTO LINDA MINHA QUERIDA!!!

DISTANCIA FÍSICA QUANDO NÃO DESEJADA FAZ DOER.

BEIJINHO LÍDIA