Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

domingo, 29 de março de 2015

Sinto ausentar-me



Foto minha



Uma dor profunda
grita em silêncio
dentro do meu coração
atirado ao mundo
triste e sem rumo.


Perdida 
de mim mesma
daquela que conheci
e que dela pouco resta.

A ausência da esperança
consome as minhas forças
perco o controle
dos meus pensamentos.

Sinto-me devorada
pelo cansaço do desespero
da ansiedade
desgastando-me inutilmente.

Sinto ausentar-me.

14 comentários:

✿ chica disse...

Que tristeza! Desejo tudo de bom que te reencontre! bjs, chica

Rogerio G. V. Pereira disse...

A ausência é
simplesmente
uma forma de não estar

Há ausências de quem está presente
está, e mesmo estado, não se sente

(a tua presença é sempre forte)

Pedro Coimbra disse...

Um período complicado na vida, Adélia.
Vai passar.
Beijinhos, boa semana, um abraço ao aniversariante

Catarina disse...

Uma foto que reflete bem o teu estado de espírito. Um grande abraço, Flor.

Cidália Ferreira disse...

Bom dia

Sinto-me tão assim!!
Gostei muito.

Excelente semana
Beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Janita disse...

E eu sinto muito que te ausentes,
Amiga!

Que foto desoladora, Adélia! Esse girassol, morto e ressequido, até arrepia!

Em contrapartida a tua nova imagem de perfil está linda! Nem condiz nada com a amargura destas palavras.
Força e em frente!!

Beijinhos e boa semana, Flor!

redonda disse...

um beijinho com o desejo de muita força e esperança.
Gábi

lis disse...

Não importa que se ausente fisicamente,estará aqui_estarei por perto.
"confia no Senhor e Ele fortalecerá o seu coração.Confia!Tente coisas novas!
Ausente-se!e faça seu amanhecer diferente,ok?
fica meu abraço,Flor

luís rodrigues coelho Coelho disse...

A dor pode ser uma forma de fazer poesia, cantando a agonia que lentamente nos destrói.
Pergunto onde nos levará esta dor que se instala dentro dos nossos pensamentos em circunferências fechadas?
É tempo de dizer basta.
É tempo de renascer e procurar uma nesga do Sol da esperança.
Um abraço queridos amigos.

luar perdido disse...

Minha querida Adélia! A vida tem formas duras de nos mostrar o caminho. Mas não podes deixar que as pedras e os buracos te devorem. Olha para a estrada minha doce Flor, alcança mais longe...Vês o sol no horizonte? Vês as sementes que plantaste e já dão flor na beira do caminho? Não feches os teus olhos, não permitas que o negro do desespero te invada, o sol está à tua espera, o calor vai chegar e aquecer os teus dias.
Por muito maus que estejam a ser estes momentos, olha para o lado, vê as coisas pequeninas, elas são o nosso maior tesouro.
Não minha querida, não és um girassol seco e murcho! És uma árvore enorme, verdejante e linda, repleta de flores que em breve se vão fazer frutos...
Abraço-te com muito carinho, força e animo, e deixo um beijo pleno de sol de esperança e toda a força da amizade.

ONG ALERTA disse...

Fortemente marcante, beijo Lisette.

Isa Sá disse...

É preciso força e coragem para seguir em frente.

Isabel Sá
https://brilhos-da-moda.blogspot.pt

Fê blue bird disse...

Amiga querida tem coragem!

Acredita que é só uma fase menos boa e que vai passar.
Tens em mim sempre um ombro amigo.
beijinho comovido

Maria disse...

E eu ausente demasiado ausente também nem por aqui passei para dar a força que tantas vezes me deu...Que a esperança tenha voltado ao seu coração com toda a força que sempre lhe reconheci.
Abraço forte minha amiga
Maria