Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

segunda-feira, 14 de março de 2016

Medo desprotegido

Foto minha



Sobre mim 
paira uma enorme carga emocional
a minha fragilidade torna-se tortura
e não consigo controlar os pensamentos
aumentando o meu medo desprotegido.





20 comentários:

luisa disse...

O medo afugenta-se. Tira-se uma fotografia (como essa), ouve-se uma música, caminha-se pelo campo, procura-se um amigo... :)

✿ chica disse...

Linda foto e que o medo não te deixe mal! beijos, chica ,ótima semana!

Cidália Ferreira disse...

Palavras profundas!
Imagem fantástica, linda!

Beijo de boa noite.

Coisas de Uma Vida 172

redonda disse...

Na fotografia temos uma casa protegida.
Fiquei a pensar nas palavras.
um beijinho e uma boa semana
Gábi

Pedro Coimbra disse...

O medo desaparece com o tempo.
Dias luminosos chegarão.
Beijinhos, boa semana

Observador disse...

Amiga, disse-me um filósofo (o meu irmão) que o medo não existe, somos nós que o criamos.
Seja como for, melhores dias virão.
Um beijinho.

Janita disse...

Soubesse e pudesse eu como te proteger, dar-te-ia todas as armas que te defendessem desse medo e dessa tortura!
Não tendo esse poder, deixo-te os meus mais sinceros e singelos préstimos: Uma grande e verdadeira Amizade.
Faz com ela o que mais precisares e paz te trouxer.

Beijinhos, Adélia.

Graça Sampaio disse...

A foto - esta e outras que aqui nos mostras - é mais do que razão para repelir o medo, a frustração, a depressão, minha querida!

Beijinhos animados!

AC disse...

Os medos são mesmo assim. Eles recuam, mas apenas a prazo, quando alguém nos protege. Para serem vencidos, só há uma maneira: enfrentá-los.

Um beijinho, Adélia :)

Luis Coelho disse...

Gosto da foto,mas não gosto dos medos.
Um dia da-me um trec.
Os medos teimam em permanecer em mim e às vezes um medo substitui o anterior.

Teté disse...

Se vivesse nessa casa, nunca a arejava, com receio que a bicharada a invadisse. E por bicharada entenda-se lagartixas e afins... ;)

Beijocas

luar perdido disse...

Minha querida, como te entendo! Os medos são muitas vezes os companheiros da vida, por muito que nos esforcemos por afasta-los do caminho, eles teimam em não nos largar a mão. Querida amiga não tenho meio, arma, tranca, para te dar. Nada que possa espantar esse "nó de medo" que trazes amarrado a ti. Só tenho a minha companhia e "presença" (e mesmo assim distante...) e as minhas mãos para prender as tuas e lembrar-te que estou aqui. Usa, dispõe... E que a amizade te dê a força que necessitas e a coragem para combateres o bom combate.
FORÇA e ANIMO minha doce Adélia! mil beijos nesse coração tão dorido que me dói.

São disse...

Medos toda a gente tem,Adelinha.

Não podemos deixar é que nos dominem, caso contrário acabaremos por viver em sufoco e sem apreciar o que de bom (ainda) temos.

A foto está linda, mas ai ...as osgas , brrrr

<<beijinhos e abraçols, querida

lino disse...

Um beijinho, amiga!

Fê blue bird disse...

Querida amiga, sei bem como o medo nos aprisiona e os pensamentos se descontrolam.
Tens que procurar ajuda, porque desabafar não chega e infelizmente a amizade que tenho por ti também não.
Cuide de ti, por favor!

Um beijinho amigo

papoila disse...

Flor, que linda casa!
Que não te deixes dominar pelo medo e que a tua vida se encha de sol!
bjs

Catarina disse...

Essa casa é muito fotogénica. Viver nela seria viver com medo constante de osgas e outro tipo bicharada semelhante. Por isso sempre detestei acampar. Fi-lo uma meia dúzia de vezes para proporcionar a experiência às crianças. Prefiro um hotel de 5 estrelas!! : )
Mas voltando aos vários medos que sentimos ao longo da nossa vida, dizem-nos que devemos enfrentá-los. Nem sempre é fácil mas, por experiência própria, sei que é o melhor a fazer. E como a Luísa disse, tirar fotografias e procurar um amigo ou uma amiga que nos compreende e por quem nutrimos grande amizade, ajuda-nos a enfrentar os nossos problemas. Mas se isso falhar... há sempre um profissional de saúde que poderá ajudar. Viver em constante depressão – sem se receber ajuda profissional – tem um tremendo impacto em todos os aspetos da nossa vida. Procura ajuda profissional, Adélia; verás como viverás muito mais feliz. : ))
Bjos, Flor

ONG ALERTA disse...

Somos frágeis até buscar a firça dentro de nós!!!!!
Bjbjbj Lisette

redonda disse...

E agora passei para desejar um bom Domingo
com um beijinho
Gábi

AFRODITE disse...


O medo vence-se se aceitarmos o que não tem solução... e se fizermos tudo o que está ao nosso alcance para melhorar a nossa vida (e a dos nossos).
Há momentos da vida em que o conforto de uma fé nos faz muita falta.

Beijos de luz e muito amigos
(^^)