Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

A dor da perda

Foto minha



André
Faz hoje oito anos que partiste
apenas com os teus seis mesinhos
e a dor da Avó continua
rasga-me o peito
sufoca-me de tão intensa que é
este aperto que não me abandona
Talvez por eu entender
que é contra a Natureza
a perda de um neto
ou filho.

É doloroso demais
perder alguém que amamos
é das piores dores humanas.

É difícil de suportar
a angústia que me abraça
quando recordo os teus olhos
o teu sorriso
os teus gestos
o teu palrar
aquela tua gargalhada
que na mente da Avó está gravada.

Os meus olhos
só conseguem ver-te
no reflexo das minhas lágrimas
a Avó nunca irá desistir de te amar
no meu coração continuarás presente
e lá ficarás
para todo o sempre.

 ♥



13 comentários:

✿ chica disse...

Essa saudade ficará pra sempre! bjs,chica

oteudoceolhar disse...

... reservo-me ao silêncio minha Flor! <3
Beijo n´oteudoceolhar *

Maria disse...

Dor que não passará nunca , que habitará os nossos corações para sempre assim como o amor que nutrimos e nutriremos sempre pelas nossas estrelinhas...que tinha missão curta mas não menos especial ou importante na Terra. Mil beijos minha amiga!
Maria

Cidália Ferreira disse...

Fica sempre uma sensação de vazio.

Beijinhos
Bom fim de semana.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Janita disse...

Um abraço apertado, Adélia!

Beijinhos.

Ricardo Santos disse...

A dor de perder um filho, um neto é algo, de certeza muito difícil de ultrapassar. Abraço Forte Adélia!

Fê blue bird disse...

Um beijinho comovido minha amiga.

papoila disse...

Adélia, São tão poucas as hipóteses que nós temos de te conseguir confortar...
Fica um xi-coração e o desejo que te consigas sentir feliz.
bjs

Rui Espírito Santo disse...

Que mais dizer, querida Amiga ? ... Apenas te deixo o meu Grande Abraço, solidário contigo, nessa tremenda perda !

Beijo

Graça Sampaio disse...

Sempre esta sombra que te persegue anos após anos e que tentas iluminar com rosas e palavras lindas.

Beijinhos sentidos.

luisa disse...

Deixo um beijinho, que mais não sei dizer.

luar perdido disse...

Há dores que nunca morrem no nosso coração. Uma perda, é sempre um "buraco no coração e na alma". Um buraco que o tempo não sabe remendar. Apenas a memória dorida nos acompanha. Minha querida flor, esta tua estrelinha pequenina brilha lá do alto e sorri-te por entre as nuvens. está lá, sempre.
Beijinho doce no teu coração

redonda disse...

tão pequenino, deve ser muito difícil aceitar
vou só deixar um abraço e um grande beijinho
Gábi