Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Sinto o peso

Foto minha




Sinto o peso da minha fraqueza 
em momentos que nada mais existe
 a não ser a saudade intensa e dorida
que me rouba o direito de viver o presente.




11 comentários:

Graça Sampaio disse...

Lindo pensamento, se bem que muito dorido...

As fotografias com que ilustras os teus pensamentos são sempre muito bem escolhidas. Parabéns!

Beijinhos de ânimo!

✿ chica disse...

Sentimentos que surgem...Linda foto! bjs, chica

luisa disse...

A saudade só é boa em doses suportáveis. Convém não abusar.

Pedro Coimbra disse...

Vá vivendo o presente.
O passado ficou lá atrás.
O futuro é um mistério.
Viver agora e intensamente.
Beijinhos

Manu disse...

Viver o presente é o melhor, o passado já foi e o futuro seja o que Deus quiser.

Beijos Adélia

Teté disse...

Só te roubam o que deixas. E o presente é bom demais para o deixares passar ao lado...;)

Beijocas

oteudoceolhar disse...

... mas pé ante pé temos de seguir em frente minha Flor...
Por muito que doa, a vida leva-nos a continuar, com a dor, com a saudade...mas procurar um sorriso no olhar.

Beijo querida n´oteudoceolhar força*

A Nossa Travessa disse...

Querida Adéliamiga

Como sempre uma bela fotografia - e em quatro singelas linhas (mas carregadas do sentimento) dizes tudo que o te vai na alma. Como diria um nuestro vecino: bendita la madre que te parió!...

Bjs da Raquel e qjs do Henrique, o Leãozão

********************

NOVO TEXTÍCULO

CONTINUA A SAGA DA IMPOSSIBILIDADE – SABE-SE LÁ POR QUE MOTIVO… - DE ACTUALIZAR A INFORMAÇÃO SORE OS NOVOS POSTS COLOCADOS AQUI NA NOSSA TRAVESSA E QUE DEVERIA APARECER NO TEU BLOGUE MAS INFELIZMENTE NÃO APARECE.

POR ISSO CONTINUAREI ESTA METODOLOGIA PARA TE AVISAR SEMPRE QUE HAJA UM NOVO ARTIGO. É O CASO DE ONTEM EM QUE PUBLIQUEI UM TEXTO – VÊ LÁ O QUE MEU NA GANA – QUE É UMA “NOVA VERSÃO” DO “TRIUNFO DOS PORCOS” DO SR. ORWELL. QUE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO ME CUBRA DE BÊNÇÃOS… JÁ QUE NÃO ME PODE COBRIR DE OUTRA MANEIRA…

Henrique, o Leãozão

Janita disse...

Irei comentar com as palavras do Pedro Coimbra e da Teté, Adélia, se eles e tu não se importarem.
A junção dos dois, faz precisamente o que pensava dizer/escrever.

Um beijinho e bom fim de semana, Flor de Jasmim.

luar perdido disse...

Fazer da saudade e da dor uma força para nos pôr de novo no caminho é algo que não aprendi, também, ainda. Mas sei, que lá no fundo de cada um de nós, há um dom, uma fé, o que lhe quiserem chamar, que nos faz caminhar, arrastar, mas não parar.
Pesa sim, minha querida amiga, pesa. Oh céus como pesa! Mas, sabes, tu consegues! Tu tens força! Tu és capaz de vencer! Eu sei que sim.
beijinho de luar

redonda disse...

Seria bom se nessas alturas a conseguíssemos fechar numa gaveta para que não doesse.
um beijinho com esperança