Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

domingo, 1 de maio de 2011

Mãe

Por trás
da mulher que sou 
Por trás
da minha existência
existe um vazio por preencher
Por trás
da minha tristeza
existe uma criança
a chorar pelo teu amor 
que nunca recebeu.

Tudo o que eu sempre quis
foi o teu sorriso para me animares
As tuas mãos
para aparar minhas quedas
E meu rosto  acariciares
Ouvir a tua voz ao adormecer
Mas nem uma única vez apareceste.

Deixaste-me crescer
a sofrer, a chorar por ti
e a mágoa a aumentar
Deixas-te
as minhas lágrimas secarem
Enquanto
sorrias para o sonho.

Alguns anos mais tarde
olhava para ti e não te via
Queria tocar-te
mas não conseguia
Chamavas por mim
mas eu não sabia
como te responder
Queria ajudar-te
mas achava
que era tarde demais.

Hoje
passados muitos anos
Olho-te
e consigo ver-te
Consigo tocar-te
Chamas-me
e eu respondo-te.

Então
meu coração
entende que
não é  tarde demais
para te chamar
Mãe.

Eu tinha apenas oito aninhos quando  
a minha mãe me abandonou.

20 comentários:

✿ chica disse...

Que lindas e tão tocantes palavras.Imagino o quanto sentiste tudo aquilo..

Que bom que hoje já consegues chamá-la de mãe...
Um beijo,lindo dia,chica

Rosa dos Ventos disse...

Muito triste!

Um abraço

AC disse...

Flor,
A ligação à mãe fica para sempre, apesar da dor da ausência.

Beijo :)

Arnoldo Pimentel disse...

Muito linda e emocionante homenagem, beijos

Observador disse...

Tão bonito!

nacasadorau disse...

Que horror amiga.
Lamento muito.

Existe uma só bela criança no Mundo... mas para cada uma delas existe uma Mãe.
Beijinhos especiais neste dia, que é tão nosso.

Pedro Coimbra disse...

Mas fica sempre a memória, não é Adélia?
Um beijinho grande para si neste dia tão especial

Vivian disse...

Bom dia,Adélia!!

Linda e emocionante poesia!!
Momentos difíceis...bom que é diferente agora.
Feliz dia da Mãe!
*Por aqui é domingo que vem!
Tenha um dia bem Feliz rodeada por amor!

JB disse...

O coração de mãe é eterno, o tempo não cabe nele e o que a ela nos liga, ainda que pareça frágil devido às circunstâncias da vida, é o que mais nos prende à sua vida...

Profundas e doces palavras!

Beijinho

Manuela disse...

Querida flor, deixo-te um abraço amigo, neste dia especial!

Lídia disse...

MINHA QUERIDA AMIGA!!!
AGRADECENDO A SUA VISITA AO MEU ESPAÇO!!!
MAS TUDO O QUE LHE PODERIA DIZER SERIA POUCO!!! DIANTE DO QUE EU GOSTARIA E QUE DEVERIA DIZER!!!
APENAS UM GRANDE ABRAÇO DE AMIGA
+ UM BEIJO!!!

LÍDIA

Sonhadora disse...

Minha querida

É muito triste e não tenho palavras...deixo-te apenas um beijinho carinhoso.

Sonhadora

Lilá(s) disse...

Depois da leitura deste lindo poema, apenas deixo um grande abraço e um beijinho.
LINDO!
Bjs

Luís Coelho disse...

Jasmin
Ao ler este poema senti o peito a ferver. Lembrei-me de muitas situações como a tua.
Os filhos aconteceram sem os pais os desejarem e cedo os abandonaram.
Parece que o seu crime foi uma noite de ilusão e muitos dias de abandono e sofrimento.
Temos agora na família uma menina que a mãe abandonou. Foi salva pela avó que morreu recentemente.
Um dia a mãe quis vender a filha à troca de uma TV a cores. Foi impedida in extremis pela polícia que foi alertada.
Já escrevi alguma coisa sobre ela.
Ainda bem que hoje reencontras-te a tua Mãe. Perdoa-lhe. É o melhor que podes fazer para não passares o resto da vida com essa mágoa e essa dor que dói cá por dentro....
Um beijo pela coragem e pelo poema.

Rogério Pereira disse...

Flor
Sabe-lo bem
A nossa mãe
Nunca,
nunca,
nos abandona.
Está sempre onde a nossa memória
a coloca...

Lacorrilha disse...

Um abraço muito apertado!

Vivian disse...

Bom dia,Adélia!!

Tenha um ótimo início de semana!!
Beijos pra ti!

Flor da Vida disse...

Amada, sei que essa ausência lhe causou profundas feridas... Mas mãe, é sempre mãe, esteja onde estiver... ainda bém que você consegue novamente sentí-la.

Seu poema é profundo, muito belo, e nos toca a alma...
Aplausos!!!

Carinhos meus pra ti, viu?
Beijos

Mar Arável disse...

Do ventre

até à foz

Agulheta disse...

Amiga Adélia. A nossa mãe é a coisa mais profunda que fica na alma de qualquer criança,seja ela rica ou pobre! Mas por vezes existem mães de criação que conseguem ser mais e mais do que as biológicas.O carinho e afecto no momento da nossa vida,e temos tantos que precisamos da sua mão,é realmente o que fica na lembrança.
Abraço de carinho...ou beijinho como proferir