Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Doloroso sentir

Foto minha



 
Doloroso sentir
Não consigo disfarçar.

Não consigo pintar o mundo
de uma cor diferente
daquela que vejo.
 Não consigo ânimo.

A realidade
deixa-me triste
Faz-me chorar
Aproximo-me
da minha janela
Olho o mundo
Nada reconheço
na escuridão do futuro.
Sinto medo
Dor
Dúvidas
Frio
que me invade
Gelando-me
a alma.

21 comentários:

✿ chica disse...

Que triste isso! Daqui ,de tão longe, o que posso fazer é rezar e pedir pra que fiques bem! beijos,tudo de bom,chica

JP disse...

Não te deixes ficar assim Adélia. Não sintas frio....olha outra janela, atravessa a ponte!


Beijinho

Lilá(s) disse...

Querida amiga, é doloroso ler isto sem nada poder fazer. Não te deixes ir abaixo, és FORTE não te esqueças.
Um abraço apertado

AFRICA EM POESIA disse...

Querida neste Outono deixo-te o meu vento e saudades.



Queria ser
O que queria ser?
Queria ser vento...
Para ser livre...
Para te tocar
E te abraçar

E de mansinho
Chegar-me a ti
E sussurrar-te
Como gosto de ti...

E devagar
Devagarinho
Ia-te acariciando
E tu ias notando
Que eu estava aí...

E o vento
Ia crescendo
E mesmo com força
Gostava de o ser...
Para que visses
A força que tenho...

Força do vento
Vento tufão
E queria...
Poder ter-te...
Sempre na minha mão.

LILI LARANJO

Janita disse...

Com um céu desses a ameaçar forte tormenta, não admira que o teu coração se sinta gelado, dolorido e com medo, Flor!
Mas, minha querida, lembra-te sempre que depois da tempestade vem a bonança.

Tenho muita pena da vossa gatinha que amputou a patinha. Se calhar foi essa a solução para o seu bem, mas está linda e muito bem cuidada.

Flor, desejo-vos uma semana de muita paz, amor e a alegria possível.
Desculpa a minha ausência no fim de semana.

Beijinhos.

Rogério Pereira disse...

Flor
Flor
Tenha calma
Uma nuvem, muito negra
Acaba sempre por se desfazer em água...

Provocará enxurradas,
Mas não fará desabar almas

Vamos lá, caramba!

Antônio Lídio Gomes disse...

Amiga Jasmim, parece que vou tomar este poema emprestado para minha alma.
É assim que me sinto face à decadência humana instalada por aqui.
Faço votos que para ti, depois dessa negra nuvem, o sol volte a brilhar.
Um abraço.
Beijos.

Pedro Coimbra disse...

E essa dor que não passa nem abranda, Adélia.
Beijinho

lino disse...

Beijinho!

Everson Russo disse...

Infelizmente temos esses momentos de dor que refletem nos versos...beijos amiga e uma bela noite pra ti.

tulipa disse...

Tudo é muito sentido neste POEMA
DOR
TRISTEZA
JANELA
MUNDO
MEDO
FRIO
ALMA
Não há dúvida dos teus dotes de POETA

Num outro post eu coloquei as outras fotos vencedoras
só HOJE
fiz um post com a minha foto vencedora.

Convido-te a ver os meus
"MOMENTOS PERFEITOS"
porque vais encontrar uma surpresa,
além do que já te disse.

Beijinhos e óptima semana

luna luna disse...

um dia de cada vez amiga, só um dia de cada vez, os medos são terríveis e não deixam caminhar
beijinhos

Sandra Subtil disse...

Esperança, sempre!
Dias coloridos virão.
Beijo e uma flor

ONG ALERTA disse...

Cheguei a sentir a tristeza....beijo Lisette.

quem és, que fazes aqui? disse...



Adélia-Flor, não olhes para além.

Chuva, frio, tormenta é o que temos. E que tormento!

Bom resto de feriado.

Beijo

Laura

tecas disse...

Minha querida, a esperança é a última coisa a morrer.Viver um dia de cada vez para matar essa tristeza tão vincada no seu belo poema. O sol voltará.
Magnifica foto que casa lindamente com o poema.
Beijinho amigo, um bom feriado e uma flor colorida de amizade.

Graça Pereira disse...

Minha Querida
Podemos guardar a flor da esperança, sempre viçosa e prometedora!
Por vezes, as coisas que imaginamos como descalabro...nem sempre são tão más assim e quem sabe se toda esta embrulhada, não nos vai surpreender pela positiva? Tenhamos fé!
Mil beijos para ti.
Graça

BlueShell disse...

Mas tudo passa...vais ver!

nada pode ser tão doloroso, eu sei...mas tem Fé. minha querida. Te abraço muiot forte.
Isabel

Sonhadora disse...

Um beijinho, minha querida!
Dias melhores virão.

Vivian Fernandes de Goes disse...

Olá,Adélia!!

Ah!Amiga, que momentos difíceis...tomara que passe, que consigas se renovar, e ver cores novas...Torço por ti, força!!!
Beijos e meu carinho!

Carla Brito disse...

Por vezes o nosso mundo tem poucas cores!
Mas temos que fazer os possíveis por pincelá-lo um pouco!