Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

terça-feira, 22 de julho de 2014

Refugio-me


Foto minha



Caio
levanto-me
refugio-me
na protecção da lua
onde coloco a minha tristeza
nos momentos
em que a necessito esconder.

Contemplo-a com esperança 
de que o seu brilho 
possa iluminar o  caminho
aquele que deixei de ver.


(Reeditado)


16 comentários:

✿ chica disse...

Lindos versos, intenso sempre!!beijos praianos,chica

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Olá, Flor
De regresso a casa, passo para deixar um beijinho e desejar uma boa semana.

Pedro Coimbra disse...

Que a Lua lhe ilumine o caminho, Adélia.
Todos os dias.
Beijinhos

Rosa dos Ventos disse...

Abraço solidário

Lídia Borges disse...


Caminhos? Podemos ao deixar uns, construir outros, andando...andando...andando!

Beijo

Lídia

Majo disse...

~
~ ~ É preciso nunca perder o rumo Adélia...

~ ~ É preciso ter a certeza que depois da Lua, teremos o Sol e não devemos fugir dele.

~ ~ ~ Beijinhos muito amigos. ~ ~ ~

lino disse...

O caminho faz-se caminhando.
Beijinho

Graça Pereira disse...

Espero que a lua tenha sido nessa noite...uma boa cúmplice!
Põe o coração a nu...e as feridas, o vento as levará.
Bonito este poema que esconde emoções.
Mil beijos Amiga!
Graça

Maria disse...

Minha muito querida amiga, passei para lhe dizer que não esquecerei todo o carinho e apoio...fez a diferença <3 ! Estou de volta :) !
Beijinhos mil do fundo do coração
Maria

luisa disse...

Uma lua companheira.:)

Evanir disse...

Anjos que viajam diariamente comigo é
que apoia nas nossas em pleno voo,
que dão as suas asas para eu continuar meu caminho.
São verdadeiros Anjos que lutam comigo para vencermos a
injustiça e a indiferença expressa no mundo,
São meus fiéis companheiros
de viagem que vão comigo até aos
confins do mundo e me ajuda a trazer esperança,
Fé e Amor.
Na Mochila lhe trago amor, carinho um abraço apertado
e muitas saudades.
Que seu Fim de semana seja abençoado
e tremendamente feliz.
Beijos e meu eterno carinho.

São disse...

Adelinha, há sempre uma luz , por pequena que seja a alumiar o nosso caminho.

Beijinhos, querida

luar perdido disse...

A lua consola muitas vezes minha querida flor, por vezes mais que um sol a brilhar bem alto. Mas a cada tombo que damos há um reerguer mais vigoroso e um passo com mais rumo. Acredita. Coragem e um passo de cada vez.
Beijinho de luar

Lilá(s) disse...

A lua costuma ser uma boa confidente...
Um beijinhos

Janita disse...

Amiga Flor.

Nada na vida é tão negro que não possa ser iluminado por um raio de luar.
Foto espectacular!

Um grande beijinho amigo.

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Bom dia
A sua poesia fotográfica e com as palavras que a completam.
São sempre momentos que nos acordam recordações e desejos daquilo que já vivemos ou daquilo que queremos viver.