Todas as fotos publicadas são de minha autoria, tiradas com telemóvel.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Emoções contidas

Foto minha

 

Por vezes a vida parece ser tão amarga
e a dor quer tomar conta
do equilíbrio por vezes já perdido.

As duvidas 
 debatem-se dentro de mim
numa luta constante
enquanto as dores se amontoam
junto ao anseio 
que alimenta as emoções contidas
que falam do presente 
e de um passado vivo.




13 comentários:

Pedro Coimbra disse...

Solte as emoções, dê-lhes espaço e tempo.
Beijinhos

✿ chica disse...

Tristes palavras.Lindo poema! bjs praianos,chica

luisa disse...

Escrever as emoções ajuda... :)

Janita disse...

Emoções à flor-da-pele...O melhor é deixá-las soltar-se.

Beijinhos, Adélia.

Rui disse...

"As duvidas
debatem-se dentro de mim
numa luta constante"

Ora é essa luta que terás que vencer, Adélia !
Nunca te podes deixar abater !

A tua poesia está (continua) fantástica !!!

Beijinhos :)

Manu disse...

Apesar da tristeza que transparece no poema, deixo-te aqui o meu desejo de que ultrapasses estes momentos menos bons e que a vida te sorria.

Beijinhos Flor

luar perdido disse...

A luta torna-nos fortes e dá-nos armas para continuar a lançar sementes de esperança. Não desanimes, minha querida Adélia. Haverá sol e calor à tua espera ao dobrar da próxima esquina da vida.
Animo doce Amiga.

Beijinho meigo no teu coração

tecas disse...

Maravilhoso, minha querida! Combate a tristeza com a força do coração. Semente que fortifica. Amei. Beijinhos em seu coração e obrigada pelos votos de boas festas.Tenho andado um pouco ausente do meu blog...mas agora é para ficar! Espero. De vez em quando o meu computador, prega-me partidas.

Ricardo Santos disse...

Desabafar algo que sentimos pode ser bom !
Bom Fim de Semana Adélia !

AC disse...

A vida tem todas as cambiantes, Adélia. Nem todas agradáveis, é certo, mas é dessa mescla que resulta o eterno mistério que é viver.

Um beijinho :)

Socorro Melo disse...


Olá! Passando pra conhecer seu Blog.

São essas experiências difíceis e dolorosas, que nos marcam tanto, que nos tornam mais fortes, mais seletivas, e mais maduras.

Grande abraço

Catarina disse...

Bjos, Flor. Nao sei que mais dizer...

redonda disse...

Às vezes escrever ajuda, espero que sim, que os maus momentos passem e venha a esperança.
um beijinho grande
Gábi